Crónica do Festival de Reguengos

Realizou-se na Praça de Toiros José Mestre Batista, em Reguengos de Monsaraz, um festival taurino que deu o início à temporada do ano de 2021.

Em praça estiveram os cavaleiros Luís Rouxinol, João Ribeiro Telles, Marcos Bastinhas, Luís Rouxinol Jr., António Prates e o cavaleiro praticante Tristão Ribeiro Telles. Estiveram presentes o Grupo de Forcados Amadores de Alcochete e o Grupo de Forcados Amadores de Monsaraz. O curro foi composto por cinco toiros e um novilho da ganadaria Passanha.

Luis Rouxinol com uma brega conhecedora e sortes bem desenhadas, esteve bem durante toda a sua actuação.

João Ribeiro Telles, numa lide de menos a mais, triunfou com sortes bem desenhadas, encheu-lhe a cara obtendo ferros de belo efeito. 

Marcos Bastinhas desenvolveu uma lide limpa recheada de toureiria que agradou ao conclave. Selou a sua presença com uma bem conseguida actuação.

Luís Rouxinol Jr. perante um toiro que se adiantava uma barbaridade e após alguns toques na montada, deu o seu melhor sem atingir o brilhantismo que desejava.

António Prates em grande forma, confiante e em permanente busca de triunfos , com um toiro de campeonato sempre pronto para investir ao qual Prates ministrou uma lide recheada de toureirismo, bem do agrado dos presentes.

Tristão Ribeiro Telles com uma carreira em ascensão cuja evolução é bem notória, com brega acertada e bem conseguida, e bons ferros a fazer jus a mais actuações.

As pegas do final de tarde em Reguengos de Monsaraz, estiveram a cargo do GFA de Alcochete que foram consumadas por João Dinis ao segundo intento, Afonso Correia ao terceiro intento e Vitor Marques ao primeiro intento e do GFA de Monsaraz, que foram consumadas por Mauro Carilho ao primeiro intento, Paulo Cardoso ao primeiro intento, e por João Tiago ao primeiro intento.

O Festival Taurino foi dirigido por Domingos Jeremias, e assessorado pela médica veterinária Dr. Ana Gomes.

Destaque para a lide de João Ribeiro Telles e para a quarta pega do festejo pelo GFA de Monsaraz, executada pelo forcado o Paulo Cardoso.

Joana Mil-Homens