Crónica do festival taurino da Azambuja, que encerrou a atípica temporada 2020.

Realizou-se na Praça de Touros Dr. Ortigão Costa, um festival taurino que deu o fim à temporada do ano de 2020, ano este, atípico e que mesmo assim, em que a tauromaquia não baixou os braços.

Em praça estiveram os cavaleiros Gilberto Filipe, António Brito Paes, David Gomes e Mara Pimenta e os novilheiros João Diogo Fera e Diogo Peseiro. Para pegar os quatro toiros da tarde esteve presente o Grupo de Forcados Amadores da Azambuja, cujo os lucros do festival reverteram a seu favor. O curro foi composto por 6 toiros das ganadarias Passanha, Paulo Caetano, António Lampreia e Mata-O-Demo.

Em disputa estiveram os troféus de melhor lide a cavalo e de melhor lide a pé.

Gilberto Filipe – Frente a um Lampreia, teve uma lide de menos a mais, inicialmente irregular sobretudo na ferragem, subiu de tom e terminou com ferros de boa nota.

António Brito Paes – Perante um Passanha colaborante desenvolveu uma uma brega conhecedora, maestra e envolvente rematada com ferros de excelente colocação . 

David Gomes – Frente a um Lampreia sentiu alguma dificuldades perante um novilho que emparelhava, conseguiu superar as adversidades presenteando-nos com uma lide em crescendo.

Mara Pimenta – Perante um toiro bem apresentado, mas parco de forças que levou a cavaleira a ministrar uma lide aliviada e por direito que resultou de belo efeito.

João Diogo Fera alcançou o triunfo, com uma excelente e mandona faena, com séries  bem expressivas, sobretudo os lentos e templados naturais que “mexeram ” com a plateia.

Diogo Peseiro abriu a contenda com uma bem conseguida porta gaiola, bem no tercio de bandarilhas mas pouco ou nada nos presenteou para além disso.

As pegas foram consumadas por João Bernardo ao primeiro intento, Diogo Nunes, em estreia, ao segundo intento, Rui Mogas ao segundo intento e por Ruben Santos que ao quarto intento saiu lesionado e foi dobrado por um outro forcado que a consumou ao primeiro intento.

A corrida foi dirigida por Marco Cardoso e assessorada pelo médico veterinário Dr. José Luiz Cruz.

O prémio de melhor lide a cavalo e de melhor lide a pé foram atribuídos a todos os intervenientes da tarde de hoje por conseguirem estar à altura apesar das condições a que foram postos.

Destaque para a lide a cavalo de António Brito Paes e a lide a pé de João Diogo Fera.

Joana Mil-Homens